"Nada, absolutamente nada,

aprisiona a essência..." 

Mhario Lincoln

Vês, quanta luta, renida
A mão de Deus, é guarida
Nuances de provação?
I'nda que dolorida
Crença no valor da vida?
Enfim, és uma rosa aguerrida

Zelo do corpo, teste da alma
Iluminadas sejam as preces
Milhares de poetas oram por ti
E serás recompesada em ter
Recolheita do puro, da calma
Milagres te cobriram com Véu
A Luz Divina te abençoou do Céu
Não mais voltarás a sofrer.

 

Foram bons os resultados e ações
Eleita fostes, como guerreira febril
Relicário de milagrosas vibrações
Récita de bençãos, emoções
E assim, com esse pulsar poético
Ionizas a musa em ti, forte coração
Radiossensibilidade da decência
Assim, nada... nada, aprisiona a essência!

O amor no centro

MICHELA ZANARELLA.

Tradução: Marzio Gentili,
Como é claro o existir

quando se coloca o amor no centro

e se decide se doar para a vida

célula após célula,

respeitando a imperfeição

do mundo ao redor.

Confie na presença do sol a cada dia,

porque eu nunca vou deixar

de ficar ao teu lado.

Vai me ver fazendo eco aos teus silêncios

e ao longe, segurar entre os dentes,

átimos puros de nós, como a terra que respira.

Cresce entre as veias e nos ossos,

a raíz de um sentimento verdadeiro

que não freia e no ar não se perde,

mas se espande o sentido dos meus passos

perto dos teus.

Como é doce te dizer que voce é o essencial,

o retorno a minha terra, a viagem pra chegar ao mar, a certeza que abita a pele,

trilha aintiga que já alcançamos,

elevando a alma alem do tempo.                        

L’AMORE AL CENTRO

MICHELA ZANARELLA.

Com’è chiaro l’esistere
quando si mette l’amore al centro
e si decide di darsi alla vita 
cellula dopo cellula
rispettando l’imperfezione del mondo intorno.

Aspettati ogni giorno il sole
perché io non smetterò mai 
di essere al tuo fianco.
Mi vedrai ricalcare i tuoi silenzi
e in lontananza stringere tra i denti 
attimi puri di noi
come la terra che respira.
Cresce tra le vene e nelle ossa
la radice di un sentimento vero che non frena
e nell’aria non si perde ma si espande
il senso dei miei passi accanto ai tuoi.
Com’è dolce dirti 
che sei l’essenziale
il ritorno alla mia terra 
il viaggio verso il mare
la certezza che abita la pelle
sentiero antico che abbiamo già raggiunto
alzando l’anima oltre il tempo.

 ENTENDER É PRECISO

Francisco Elíude


Para entende e gostar do vento:
É preciso aprender a amar a brisa...
Para saber enfrentar a tempestade:
É preciso ter sabedoria
para interpretar
a suavidade da calmaria...
Para admirar e desvendar
a beleza dos Oceanos:
É preciso saber ver e ouvir
os murmúrios das ondas
até quando sopram mansas espumas
sobre a areia de uma praia qualquer,
banhando conchas de cobiçados colares;
ou delas as pérolas de caros anéis!...
Contudo, se por algum motivo
não pudermos compreender porquê
a Natureza fala conosco,
muito ainda precisamos saber
Sobre o vento e o mar,
o tempo e o que nele há
de bonança e harmonia;
de cada coisa em cada lugar,
na paz de cada momento,
no espaço de cada dia...
Aonde quer que se queira ir
ou aonde se possa estar.
(F. Elíude P. Galvão, São Vicente,

da Academia Poética Brasileira).

As letras de Jane Joplin

"...as febres da noite, elas queimam uma mulher não amada..."

ATENÇÃO:

PSICOTERAPIA do ENCANTAMENTO. (OPERAR SUA ALQUIMIA PSICO-CLÍNICA,). 

PRÓXIMO CURSO de ALQUIMIA: 

29 e 30 de JULHO de 2017 LOCAL: Espaço Flor de Lis. Rua Agostinho Gomes, 2194 - Ipiranga - São Paulo (SP) – Estação de Metrô mais proxima: Sacomã. (RS 500,00) WS: (011) 95073-7955. Ministrado por Paulo Urban, médico psiquiatra e Psicoterapeuta do Encantamento. 

Esta é mais uma publicação da ACADEMIA POÉTICA BRASILEIRA/Assessoria de Imprensa

MHARIO LINCOLN é Presidente da Academia Poética Brasileira. / Informações para esta coluna: mhariolincolnfs@gmail.com CURITIBA-PARANÁ-BRASIL. Jornalista Profissional/Sindicalizado

FACE: https://https://www.facebook.com/MharioLincolnFS - www.twitter.com/mhariolincoln